Utilizamos cookies para melhorar sua experiência no site.
Ao continuar navegando, você está ciente e de acordo com nossos Termos e Políticas de Privacidade.
Concordo

Escalda-pés

login
área do
anunciante
anuncie
divulgue
seus serviços!
pt
Idioma Atual
espaço
 
Topo menu
 
 
Cadastre seu e-mail para ficar informado sobre as novidades do Guia de Massagem.
Base menu
 
 
Selo Certificado SSL

espaço

     
Publicado em 05/03/2020
Compartilhar com o Facebook Compartilhar

 

Pé quente, mente fria

 
Como o escalda-pés, algo tão simples, pode nos ajudar no relaxamento diário.

Uma bacia com água quente para aliviar dores: técnica usada pelas avós e mães, ainda conserva sua riqueza e sabedoria: esquentamos os pés, esfriamos a mente. Vamos saber um pouquinho mais sobre esse “carinho de mãe”, seus benefícios e as combinações de aromas e plantas que empoderam o escalda-pés.

Segundo a Medicina Tradicional Chinesa, pelos olhos da polaridade energética Yin e Yang, a energia quente da cabeça (estresse, cansaço, dor) “desce” para as extremidades Yin – os pés (geralmente gelados). A hidroterapia ajudaria a equilibrar essas energias opostas. 

Os benefícios são: relaxar e descansar os pés, renovar energias, estresse diário, nervosismo, dores nas pernas, cansaço, problemas de circulação, gripes, resfriados, insônia. Para aquele dia que a gente toma chuva, se esfria, se sente mal e precisa de afeto. Além de ser um ritual de conexão e limpeza do corpo e das emoções. 
Imagem 584 de Pé quente, mente fria

Para a terapia é necessário uma bacia e água quente, unindo, conforme o gosto e a necessidade: óleos essenciais, ervas naturais medicinais, sabões específicos, esfoliantes e, ainda, bolinhas de gude ou cristais para massagear a sola do pé. Junto à hidroterapia, pode se somar a aromaterapia e também a reflexologia (massagem nos pés).

O ambiente ideal é um ambiente limpo, calmo, com pouca luz, se houver música que seja muito suave e TV desligada. Um sofá ou poltrona confortável para que se possa relaxar e curtir as sensações que a água quente promove em contato com nossa pele.

Os óleos essências (encontrados em lojas e farmácias especializadas) mais usadas no escalda-pés são: lavanda, camomila, alecrim e erva doce. Dentre as especiarias, o cravo e a canela em pau são excelentes opções. Costumo usar também casca de laranja seca e/ou pétalas de flores – flores brancas para relaxar e acalmar; flores de cores vivas para ativar nossa energia vital. Saquinhos de chá, comprados em supermercado, também surgem efeito, costumo usar o camomila e erva doce – apenas coloca o saquinho de chá na água quente, pode ser mais que um saquinho dependendo a quantidade de água. Quanto às ervas, costumo usar manjericão (estimulante e tonificante para os nervos, descongestiona o nariz e alivia dores de cabeça), hortelã (alivia cansaço e problemas respiratórios), erva cidreira (calmante e relaxante) – um chá para banhar os pés! Lembrando também do incomparável sal grosso, melhor ingrediente para nos deixar mais leves, auxiliando na drenagem de líquidos e redução dos inchaços.

Imagem 583 de Pé quente, mente fria
O sal é colocado diretamente na água, as ervas ou folhas devem ser maceradas antes de entrar na água, as flores por último, pela sua delicadeza. As gotas de óleo essencial somam 3 a 4 gotas para 2 litros de água. A temperatura da água deve ser observada junto á pessoa que fará o escalda-pés.

Quanto à massagem nos pés é um complemento essencial ao escalda-pés; e não precisa ser profissional para acontecer. Se for com profissional, ótimo – com certeza é um investimento na sua saúde e bem-estar. Se você fizer sozinha/o a hidroterapia, “amasse” seus pés, com firmeza e carinho, siga sua intuição quanto à pressão e os pontos apertados.

Nossos pés são nossa base e muitas vezes não damos atenção a eles. No mais, o escalda-pés é só benefício, tanto ao corpo quanto as emoções.



Silvia Delforno, terapeuta corporal com abordagem tântrica.






espaço vazio
espaço
 
Site Seguro Guia de Massagem ®