Utilizamos cookies para melhorar sua experiência no site.
Ao continuar navegando, você está ciente e de acordo com nossos Termos e Políticas de Privacidade.
Concordo

A terapia dos alimentos

login
área do
anunciante
anuncie
divulgue
seus serviços!
pt
Idioma Atual
espaço
 
Topo menu
 
 
Cadastre seu e-mail para ficar informado sobre as novidades do Guia de Massagem.
Base menu
 
 
Selo Certificado SSL

espaço

  
Publicado em 24/03/2020
Compartilhar com o Facebook Compartilhar



A terapia dos alimentos

 
Em épocas de mercados reduzidos, confinamento e instabilidade econômica, segue dicas das melhores escolhas vitamínicas e reaproveitamento dos alimentos.

“Somos o que comemos”, sábia frase que ouvimos desde sempre. Faz sentido se analisarmos pelo lado da evolução do sedentarismo e da obesidade mundial – aumentam-se os fast-foods, aumentam os dígitos da balança. Infelizmente ainda temos uma cultura alimentícia muito pobre em conhecimento e uma sociedade muito pobre economicamente, gerando um resultado negativo na saúde da população. Nos momentos de lazer e diversão, gastamos nosso suado dinheiro com comidas calóricas e pouco nutritivas – temos uma concepção de que alimentos calorosos, gordurosos e doces nutrem as nossas carências e festejam as nossas alegrias.

Nessa fase que estamos vivendo de pandemia mundial, muito precisamos aumentar nossa imunidade, diminuir nossas calorias – visto que em isolamento social, pouco exercitamos nosso corpo – e ajudar nosso bolso. Segue abaixo dicas (pelo olhar da Naturopatia) da melhor utilização dos nossos alimentos de cada dia:

Imagem 604 de A terapia dos alimentos
  • Cascas de algumas frutas são excelentes para chá - laranja, abacaxi, maçã.
  • Talos de couve, agrião, beterraba, brócolis e salsa são fibras e podem ser recheios de torta, escondidinho ou virar patê.
  • Omelete pode ser reforçada com cebola, batata, espinafre, cenoura.
  • Cascas de batata, mandioquinha, cenoura ou outro tubérculo, podem ser assadas e servidas com azeite e sal, desde que bem higienizadas.
  • Frutas muito maduras viram compotas, bolos, sucos, geleias.
  • Cascas de laranja podem ser caramelizadas e cristalizadas, servem de acompanhamento de café ou chá.
  • Sobras de arroz viram bolinho, arroz de forno ou risoto simples. Assim como sobras de carne podem ser desfiadas e servidas como lanche, recheio de panqueca ou torta. Ou ainda incrementando um molho ou uma massa ou um arroz. Sobras de feijão viram tutu, tropeiro ou sopa.
  • Pão duro vira torrada ou farinha.

 FrutosOs frutos por si só contribuem com nutrientes para nossa saúde, e a maioria tem funções específicas:

 Para o nosso coração:mamão, pêssego, cereja, damasco.
 Para nosso estômago:
melão, manga, banana, mamão.
 Para nossos rins:morango, manga, ameixa, figo, amora.
 Para nossos olhos: uva, jabuticaba, cereja.
 Para nossos pulmões: frutas cítricas, goiaba, abacaxi.
 Para nosso cérebro:nozes, maçã.
 Para nossos intestinos:goiaba, laranja, figo, pêssego, banana.             
 Para nosso sistema nervoso:maracujá.
Para nossa circulação sanguínea e pressão arterial:azeitonas, amêndoas.
Para nosso fígado: melão, tomate, caqui, pêssego.
Para nossa bexiga:
 pera, cereja, abacate, água de coco.

Imagem 603 de A terapia dos alimentos


SucosÓtima opção para ingerir frutas, legumes, verduras, oleaginosas. Opção para os paladares que não aceitam mastigar e sentir o gosto do alimento – legume ou verdura somado com fruta, o suco terá um sabor diferente. Fornecendo fibras, minerais e muitas vitaminas. Sucos só devem ser adoçados se necessário ao paladar e, preferencialmente com mel, ameixa seca, uva passa. Abaixo segue relação entre a vitamina necessária e onde pode ser encontrada:

Vitamina A– cenoura, espinafre, tomate, pimentão, repolho, aipo, frutas cítricas.

Vitamina B1– cenoura, beterraba e suas folhas, espinafre, pimentão, aipo, abacaxi, aspargo.

Vitamina B2– salsa, folhas de nabo, cenoura, pimentão, espinafre, folhas de beterraba, aipo, couve, aspargo.

Vitamina B3 – salsa, batata, couve, aspargo.

Vitamina B5– morango, repolho, couve flor, laranja.

Vitamina B6– cenoura, espinafre, pera, limão, tomate.

Vitamina C – couve, espinafre, morango, melão, brócolis, tomate, frutas cítricas, salsa, pimentão.

Vitamina E – alho-poró, repolho, brotos, vegetais de folhas verdes.

Vitamina K – espinafre, repolho, folhas de cenoura.

Ácido fólico – cenoura, espinafre, tomate, pimentão, repolho, aipo, fruto cítrico.

Flavonoides – frutas cítricas.

Cálcio – couve, limão, tangerina, cenoura, folhas de mostarda, agrião, repolho, folhas de beterraba.

Potássio – uva, tangerina, limão, salsa, espinafre, batata, aipo, couve.

Ferro – aspargo, cereja, damasco, ameixa, framboesa, espinafre, salsa, folhas de beterraba.

Fósforo – uva, framboesa, tangerina, espinafre, cenoura, repolho, agrião, couve.

Magnésio – framboesa, limão, beterraba.

Cobre – groselha, couve, batata, aspargo.

Zinco – maçã, pera, couve, cenoura, alface, aspargo, gengibre.

Iodo – laranja, espinafre.

Manganês – morango, damasco, laranja, alface, espinafre, couve, maçã.

Selênio – alho, gengibre.

Cromo – banana, laranja, morango, repolho, pimentão, batata, espinafre.


Cromoterapia dos Alimentos

Suco vermelho – energia e vitalidade.

Suco laranja – ajuda a levantar o astral e sair dos padrões negativos.

Suco amarelo – criatividade, concentração e alegria.

Suco verde – equilíbrio emocional e serenidade.



Épocas de criatividade, serenidade e consciência!




Fontes: Conceição Trucon, Humaniversidade, site Dicas de Mulher.

Redação:
Silvia Delforno, terapeuta corporal com abordagem tântrica.






espaço vazio
espaço
 
Site Seguro Guia de Massagem ®